18/01/2019 09:00

CATI entrega certificados do curso de Gestão de Agronegócios para extensionistas da instituição

Participantes do curso de Gestão de Agronegócios, promovido no segundo semestre de 2018, na sede da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), em Campinas, receberam no dia 17 de janeiro, em encontro realizado na sede da instituição, em Campinas, o certificado de conclusão de curso. Participaram da capacitação 102 extensionistas, tanto do órgão central como das Regionais CATI. Entre o grupo também foi convidado a fazer o curso o diretor do Instituto de Cooperativismo e Associativismo (ICA), Diógenes Kassaoka.

Para trabalhar com eficiência todas as turmas, optou-se por dividir o grupo em três turmas em quatro módulos, totalizando uma carga horária de 120 horas. “O curso permitiu ao nosso corpo técnico se atualizar com as inovações, tanto no âmbito rural quanto em questões relativas ao mercado e à agregação de valor”, afirmou a atual coordenadora da CATI, Juliana Cardoso. Os técnicos que fizeram o curso serão multiplicadores, repassando os conhecimentos aos produtores rurais. “Com as capacitações, o produtor rural conseguirá se empoderar, ou seja, atribuir domínio sobre sua produção e comercialização”, afirmou Juliana Cardoso.

 

“O curso abordou questões relativas ao gerenciamento, com princípios, visão e ferramentas de gestão aplicadas ao agronegócio, e que podem ser direcionadas ao público-alvo de produtores rurais nas organizações envolvidas no Projeto Microbacias II. Nosso objetivo foi que, ao final do curso, os participantes conseguissem orientar e assessorar as entidades”, disse Camila Benatti, professora e uma das coordenadoras do curso.

Cristiane Lelis, professora e coordenadora, explicou que o curso levou, ainda, o conceito de Sistema Agroindustrial (SAG). “Os produtores fazem parte desse processo e necessitam estar sintonizados com os desejos dos consumidores e com os desafios de produção para que ele se mantenha atualizado e ativo”, disse.

       

Para os participantes, as aulas promoveram novas perspectivas para o trabalho. “O planejamento de ações em uma organização rural e a elaboração e criação de uma marca são fundamentais para que uma organização continue no mercado”, disse Márcia Moraes, socióloga responsável pelas Salvaguardas Sociais no âmbito do Projeto Microbacias II e uma das alunas do curso. “Para que o profissional possa atuar no campo, a construção da confiança entre produtor e servidor é essencial. Além disso, o técnico precisa se atualizar para auxiliar o agricultor, seja em questões técnicas ou de mercado”, afirmou Geraldo Magela, engenheiro agrônomo responsável pela Casa da Agricultura de Campinas, que também participou do curso.

Os certificados foram entregues ao grupo sediado em Campinas pela coordenadora da CATI, Juliana Cardoso, por professores da Fundação Instituto Administração (FIA) e pelo ex-coordenador da CATI, João Brunelli Júnior.

Texto: Vinícius Agostini - Jornalista - Centro de Comunicação Rural (Cecor/CATI)

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859

jornalismo@cati.sp.gov.br

Voltar


© Copyright 2019 - CATI - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral. Todos os direitos reservados.