03/05/2017 08:00

O coordenador da CATI, engenheiro agrônomo João Brunelli Júnior, durante a Agrishow 2017 – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, realizada de 1.º a 5 de maio em Ribeirão Preto, falou sobre as principais ações da CATI, entre elas o Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado e as tecnologias voltadas à conservação dos recursos naturais.

Para demonstrar a mudança da realidade de mais de 300 associações e cooperativas que tiveram a realidade melhorada graças ao Projeto Microbacias II, 14 delas trouxeram seus produtos para demonstração durante a semana da Agrishow. “A diversidade de frutas, olerícolas, sucos, vinho, mel, enfim produtos processados ou não, são uma mostra que o Projeto atendeu às mais variadas cadeias produtivas. “Após cinco anos de atuação o Microbacias II, promoveu melhorias, gerou empregos, permitiu o acesso a novos nichos de mercado, melhorou a renda das famílias, enfim deu empoderamento ao produtor rural, por meio do fortalecimento de suas organizações”, frisou Brunelli.

O Projeto Microbacias II, segundo Brunelli tem sido emancipador, por este motivo suas ações são motivo de orgulho para os associados que, no primeiro dia, também receberam incentivos relativos ao Projeto das mãos do governador Geraldo Alckmin e do secretário de Agricultura e Abastecimento Arnaldo Jardim. Alckmin lembrou, na ocasião, os recentes convênios assinados com 46 municípios para a readequação de estradas rurais, somando mais de R$ 26 milhões repassados às prefeituras onde o Projeto Microbacias II aprovou Propostas de Negócio de associações e cooperativas.

Brunelli falou ainda sobre o que a CATI e seus departamentos trouxeram para demonstração na Agrishow. Desde o uso da terra diatomácea no tratamento de sementes, uma opção que tornou as sementes produzidas pela CATI mais saudáveis ao produtor rural e ao meio ambiente por serem naturais, sem uso de tratamento químico na armazenagem.

E, como não poderia deixar de ser, lembrou de uma das atrações mais visitadas no estande da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, a maquete-viva de uma microbacia que todos os anos é montada durante a Agrishow. “É uma forma de demonstrar várias tecnologias, como o plantio direto na palha, o controle de erosões, a integração lavoura-pecuária, os terraceamentos, as estradas rurais, o plantio de matas ciliares para proteção de cursos d’água, entre várias outras tecnologias. A maquete mostra áreas que são sustentáveis e nesse ano mostra também o acesso ao mercado, partindo da produção no campo para a comercialização nas cidades”, ensinou Brunelli. É esse o motivo, ensinar que agricultura e meio ambiente devem caminhar juntos para que haja sustentabilidade, ações de combate à erosão devem ser variadas e somadas em várias tecnologias para que possam dar certo. E na Agrishow o visitante pode ver isso e muito mais.


Associações e Cooperativas – produtos em demonstração

Abafa – Associação Batatense de Agricultores Familiares (minimamente processados - olerícolas)
Coopbar – Cooperativa dos Produtores Rurais de Barretos e Região (frutas e olerícolas)
Apru – Associação dos produtores Rurais de Urupês (limão)
Coagrosol – Cooperativa dos Agricultores Solidários de Itápolis e Região (frutas  processadas)
Aprib – Associação dos Produtores Rurais de Ibitinga (minimamente processados frutas e olerícolas)
Assomogi – Associação dos Produtores Rurais do Vale do Mogi (minimamente processados)
Coaf – Cooperativa de Apicultores e Agricultores Familiares de Araras e Região
Coag – Cooperativa Agrícola de Guatapará (ovos)
Ava - Cooperativa Agrícola dos Produtores de Vinho de Jundiaí (envase móvel de vinho)
Associação Taquari Córrego – mandioca
Coperagro – Cooperativa Agropecuária de Tambaú e Região (minimamente processados)
Aprotaba – Associação de produtores Rurais de Tabatinga (frutas e olerícolas)
Coofrucar – Cooperativa dos Fruticultores de Cândido Rodrigues (frutas)
Aprocar – Associação dos Produtores Rurais de Cândido Rodrigues (frutas e olerícolas)
 


Graça D'Auria - Jornalista - Centro de Comunicação Rural (Cecor/CATI)

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br

Voltar


© Copyright 2017 - CATI - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral. Todos os direitos reservados.