04/04/2018 09:00

Os produtores rurais da Associação dos Pequenos Produtores de Patrocínio Paulista e Região poderão agregar valor à sua produção de leite, com a entrega das obras de infraestrutura para recebimento do alimento, conquistada por meio de recursos do Projeto Microbacias II. O estabelecimento foi inaugurado pelo secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, no dia 31 de março.

A infraestrutura para recebimento de leite congrega dois tanques refrigerados com capacidade de 15 mil litros, um caminhão com tanque rodoviário para transportar nove mil litros de leite, equipamentos para refrigeração, um galpão para armazenamento dos tanques e escritório. Ela beneficiará 34 produtores da Associação, que poderão vender o alimento diretamente à indústria. O valor total do investimento foi de R$ 737.502,46, sendo R$ 516.251,72 apoiados pelo Estado e R$ 221.250,74 em contrapartida da entidade.

Para o secretário Arnaldo Jardim, o Microbacias II é “emancipador”, pois cria condições para o produtor rural acessar novos mercados. “Esse Projeto é um exemplo de superação pois, quando organizados, os produtores podem aumentar sua produtividade para gerar mais renda e agregar valor à sua produção. Apoiar o pequeno produtor é uma determinação do governador Geraldo Alckmin”, disse.

Para o presidente da Associação, José Augusto, a entrega desse empreendimento é o primeiro passo do desafio e a entidade prosperará com a união dos produtores. “Os pequenos produtores encontram muitas barreiras e isso se reflete na falta de recurso e na queda da produtividade, pois muitas vezes vendemos leite abaixo do preço de custo. Essa inauguração é uma semente que estamos plantando e agora temos que nos organizar para que possamos conquistar novos mercados, para gerarmos renda, melhorar a produção e agregar valor”, defendeu.


Plano Mais Leite, Mais Renda

Arnaldo Jardim reforçou as ações da Secretaria de Agricultura para aumentar a produtividade e a qualidade da produção da pecuária leiteira no Estado, como o Plano Mais Leite, Mais Renda, lançado para alavancar a produção leiteira na região e coordenar a cadeia produtiva. “O Estado de São Paulo é vanguarda na pesquisa e nas técnicas de manejo, mas estamos muito abaixo da nossa capacidade de produção. Somos apenas o sétimo Estado com maior produção, sendo que importamos a maior parte do que consumimos. Temos que reverter esse quadro diante do potencial que o setor produtivo leiteiro paulista tem de crescimento e agregação de valor”, defendeu o titular da pasta.

Paulo Prendes - Jornalista (SAA)
Foto: Adriano Hermini/Cecor/CATI

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br

Voltar


© Copyright 2018 - CATI - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral. Todos os direitos reservados.