CATI celebra 55 anos de uma história construída a muitas mãos | 1967-2022

Evento a ser realizado no próximo dia 7 de julho, marcará o aniversário da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), ligada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, órgão responsável pelas ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no Estado de São Paulo, em uma história que se confunde com a do agro paulista.   

 

Cumprindo a sua missão de promover o desenvolvimento sustentável nos âmbitos social, econômico e ambiental, de forma participativa, transformando políticas públicas em programas, projetos e ações práticas de fortalecimento e transformação de vida dos produtores rurais e do agronegócio, a CATI completa 55 anos de uma história construída a muitas mãos.

Para celebrar a data, a instituição organizou uma programação aberta ao público e uma solenidade oficial para convidados, que contará com a presença do secretário de Agricultura e Abastecimento, Francisco Matturro, no próximo dia 7 de julho, quinta-feira.

E a comemoração tem razão de ser: para além dos alimentos que consumimos, das roupas que vestimos, do papel, da energia e do combustível que utilizamos, existe a figura da assistência técnica e extensão rural. “Quando a CATI foi criada, em 1967, o conceito de agricultura era outro; os projetos eram desenvolvidos com foco no fomento rural e na produção, sendo preciso ressaltar que foi um dos alicerces para o avanço da agropecuária paulista, que hoje se destaca em diversos segmentos, com recordes de produção e comercialização, nos mercados interno e externo. No exercício de seu trabalho, a instituição acompanhou as transformações do campo e do mundo, ajustando as ações, sem nunca perder a essência: promover o desenvolvimento sustentável, compromissada com a qualidade de vida das famílias rurais”, destaca Alexandre Manzoni Grassi, coordenador da CATI.

 

Programação aberta ao público

A programação contará com a tradicional Feira do Verde. No dia 7/7 (quinta-feira), das 9h às 17h, estará aberta ao público a venda de mudas de frutíferas comerciais e silvestres, bem como de florestais nativas, produzidas com garantia de qualidade pela CATI Sementes e Mudas.

Observação: no dia 8/7 (sexta-feira), como acontece todas as semanas, a venda será realizada no período da manhã, das 9h às 11h45, e à tarde, das 13h15 às 16h.

 

Entre 11h e 14h, o público poderá desfrutar de diversas opções alimentícias em food trucks instalados no Parque da CATI, que abriga uma das maiores coleções de árvores em espaço urbano do Brasil. 

Essa programação acontece na Avenida Brasil, 2340 – Jd. Chapadão – Campinas (SP)

 

Um pouco sobre a história da CATI

O dia 20 de junho de 1967, data do Decreto n.° 48.133 − publicado na gestão do governador Roberto Abreu Sodré e assinado pelo secretário de Agricultura e Abastecimento, Herbert Levy −, marca a criação da CATI.

Fruto da reestruturação da Secretaria da Agricultura, a qual promoveu a fusão de diversos serviços e unidades, que atuavam na prestação de serviços e orientação técnica − incluindo as Casas da Lavoura, criadas em 1942, e que passaram a ser denominadas Casas da Agricultura a partir dessa data −, a instituição nasceu com a responsabilidade de promover o desenvolvimento agropecuário, por meio de ações educativas, campanhas, programas e projetos, dentro de um processo de conscientização dos produtores rurais paulistas.

 

CATI: agente de desenvolvimento rural sustentável

Para obter êxito em sua missão, a instituição tem uma estrutura com uma ampla capilaridade, que inclui 40 CATI Regionais; mais de 500 Casas da Agricultura; unidades de produção da CATI Sementes e Mudas em diversas regiões paulistas, além de departamentos e centros localizados na sede, em Campinas. Toda essa estrutura contribui para uma atuação decisiva em prol do desenvolvimento sustentável do agro paulista e da melhoria da qualidade de vida das famílias rurais.

Com uma rede de extensionistas (técnicos e administrativos), a instituição gera e difunde conhecimento, tecnologia e inovação. Executa políticas públicas que geram renda, emprego e fixação das famílias no campo com qualidade de vida; capacita produtores rurais em gestão da produção e do negócio rural; viabiliza o acesso dos pequenos e médios produtores ao crédito rural, elaborando projetos de financiamento; executa programas que promovem segurança alimentar, inclusão social e melhora no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); incentiva a produção em harmonia com o meio ambiente, com projetos e ações voltados à conservação dos recursos naturais (solo e água) e regularização ambiental das propriedades rurais (Cadastro Ambiental Rural – CAR e Programa de Regularização Ambiental – PRA), com reflexos para toda a sociedade.

 

 

    

CATI: há 55 anos, caminhando lado a lado com o produtor rural paulista

 

Extensionistas e produtores rurais – parceria de muitos frutos

Os programas e projetos que a CATI executa estimulam ações programadas e integradas focadas no desenvolvimento sustentável e compromissada com as famílias rurais paulistas.

Por meio das Casas da Agricultura, a CATI investe esforços em ações diretas ou articuladas com a pesquisa, o poder público municipal, as organizações rurais, a iniciativa privada e os representantes de todo o segmento rural, para garantir o acesso dos produtores rurais a políticas públicas em áreas como, por exemplo, crédito e seguro rural (Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista − Feap); segurança alimentar (Programa de Aquisição de Alimentos – PAA Cesta Verde); conservação do solo (Projeto Integra SP) e adequação ambiental (Cadastro Ambiental Rural – CAR e Programa de Regularização Ambiental – PRA).