Comunidade que Sustenta Agricultura - CATI Regional São Paulo participa de evento realizado em Santos

O conceito de uma Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) apresenta uma prática de sucesso para um desenvolvimento agrícola sustentável, com produção e distribuição de produtos agroecológicos de uma forma direta (agricultor ─ consumidor), criando confiança e estreitando as relações entre quem produz e quem consome. Um grupo de consumidores se compromete a cobrir o orçamento da produção agrícola e, em contrapartida, recebe os alimentos produzidos pelo agricultor. Dessa forma, sem a pressão do mercado e do preço, o agricultor pode se dedicar de forma livre à sua produção; e assim, os consumidores (coagricultores) recebem produtos frescos, de qualidade, sem uso de agrotóxicos, e sabendo quem, como e onde foram produzidos.

Recentemente, foi criado em Santos um grupo de CSA, chamado “CSA Acerola”, composto por 30 coagricultores e um agricultor. O grupo conta com o apoio da CSA-Brasil, da CATI Regional São Paulo e da instituição “Espaço Ser Vivo” de Santos. Tal grupo vem participando de encontros, reuniões, mutirões realizados na área produtiva e no dia 30 de janeiro foi promovido um evento na sede do "CSA Acerola". O evento contou com duas palestras, uma do engenheiro agrônomo Hemerson Calgaro, da CATI Regional São Paulo, cujo tema foi "Você sabe de onde vem nosso alimento?", e outra da nutricionista Karina Simas, do Espaço Ser Vivo, de Santos, cujo tema foi " Alimentação Sustentável".

Calgaro abordou questões referentes às revoluções agrícolas e o quanto elas impactaram no modo de vida do ser humano em sociedade e em sua saúde. O técnico da CATI falou ainda sobre os aspectos e as técnicas produtivas voltadas à agroecologia; a teoria da trofobiose; agricultura sintrópica; e sobre o papel da agricultura familiar no setor econômico produtivo do Brasil e no mundo. Já Karina Simas fez uma explanação sobre alimentação sustentável; bem como origem e modo de produção que impactam na condição de vida e na saúde do agricultor e da sociedade. A nutricionista fez um relato sobre as contaminações advindas do uso de agrotóxicos, tanto para o ser humano como para o meio ambiente.

“A temática do evento teve um viés agroecológico e sustentável justamente para caracterizar o movimento que o CSA Acerola está buscando para seus integrantes, simpatizantes e aos que desejarem ser inseridos, objetivando viver e se alimentar de forma a que nos aproximemos do natural, do saudável e, ainda, gerando benefícios recíprocos entre as partes, promovendo a boa vontade e o bem-estar”, explicou Bárbara Scarparo, integrante do grupo. Os interessados em contatar o "CSA Acerola" podem enviar e-mail para barbarascarparo@hotmail.com; ou o contato pode ser pelo telefone (13) 98193-0686.

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859

jornalismo@cati.sp.gov.br