IV Seminário de Agricultura Orgânica de Registro

A Casa da Agricultura de Registro reuniu vários parceiros para realizar o IV Seminário de Agricultura Orgânica de Registro, em meados de agosto. O evento contou com 147 participantes de 21 municípios do Vale do Ribeira, da Baixada Santista e de Sorocaba, que compareceram ao auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) de Registro para ouvir as palestras e os debates.

A abertura do evento foi feita pelo gerente do Senac-Registro, Paulo Resende, e pelo prefeito do município, Gilson Fantin. Em seguida, o diretor da CATI Regional Registro, Antonio Eduardo Sodrzeieski, conhecido como “Mamute”, lembrou a vocação do Vale do Ribeira. Mamute também se referiu aos 50 anos da CATI, comemorados este ano.

A Casa da Agricultura de Registro aproveitou a ocasião para prestar uma homenagem ao engenheiro agrônomo e produtor, Mario Terashima, pela sua contribuição ao longo de diversos anos para a agricultura orgânica da região. Também foram homenageados representantes da Cooperativa dos Agricultores Agroflorestais (Cooperafloresta) e da Associação Quilombola Sítio Bruno − Bairro Peropava, de Registro, além do funcionário da Casa da Agricultura de Registro, Alfredo Carlos Mendes da Silva.

As palestras foram ministradas pelo engenheiro agrônomo Osmar Mosca Diz, da Divisão de Extensão Rural (Dextru/CATI), que falou sobre “Utilização de Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs) na Agricultura Orgânica”, tendo como foco a diversificação da produção agrícola local. A seguir, Andrea Mancebo Asorey, do Senac, fez uma apresentação de pratos utilizando Pancs, visando às receitas fáceis com Pancs para utilização na merenda escolar de Registro. A CATI Regional Registro reproduziu os pratos apresentados e serviu durante o almoço para os participantes.

Foi convidado a ministrar uma palestra também o doutorando da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Herlon Sergio Nadolny, que falou sobre a produção de húmus de minhoca na propriedade rural, abordando a capacidade de geração de renda com a minhocultura. Já Jorge Diogo, da instituição “SOS Abelha sem ferrão”, discorreu sobre “Meliponicultura na Agricultura Orgânica”, falando sobre a importância da criação de abelhas nativas e seu potencial para o Vale do Ribeira. Douglas Lopes e o Gustavo Tonetti, da empresa Phosfaz, também parceira do evento, enfatizou o uso do fosfato na agricultura orgânica.

As cooperativas da região também tiveram vez no IV Seminário de Agricultura Orgânica, contando suas experiências. Marcelo Fukunaga Rosa, da Cooperativa da Agricultura Familiar de Sete Barras (Coopafasb), contou a experiência da Coopafasb e da Cooperativa Central do Vale do Ribeira na comercialização de banana orgânica para a merenda escolar da Prefeitura de São Paulo. Artur Dalton Lima, da Cooperafloresta, lembrou a experiência da comercialização de produtos orgânicos em feiras orgânicas e convencionais na região metropolitana de Curitiba. Fernando Silveira Franco, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), falou sobre o sistema CSA (Comunidade que Sustenta a Agricultura), uma forma de compra e venda de produtos orgânicos no qual a sociedade participa mais ativamente no processo de produção e comercialização junto aos produtores orgânicos na região de Sorocaba.

       
 

 

Depoimentos

Lucidalva Soares Alves Geraldo (agricultora familiar da Cooperativa de Produtores de Juquitiba) – “O evento esteve ótimo, pois abriu a mente para novas ideias de produção e comercialização”.

Giovanna Margheri Nunes Joaquim (engenheira agrônoma, Prefeitura de Registro) – “A realização de eventos relacionados à agricultura orgânica é sempre importante para os produtores da região, tanto para estimular a produção agrícola de uma forma mais sustentável, como para abrir portas para um nicho diferente de mercado. Creio que este Seminário tenha sido especialmente interessante, pois contou com a presença de pessoas de diversos municípios e regiões, possibilitando um intercâmbio de conhecimentos, o que foi bastante enriquecedor para todos os participantes”.

Francisca Alcivânia de Melo Silva (professora da Unesp-Registro) – “Considero que o evento foi um sucesso, pois além de reunir produtores, profissionais praticantes e interessados em agricultura orgânica, foi uma oportunidade para troca de experiências sobre um modelo de agricultura baseado na sustentabilidade, que só cresce no Brasil e no mundo. O maior resultado desse evento é o fortalecimento da agricultura familiar, proporcionado pela diversificação dentro da propriedade rural, segurança alimentar e organização dos produtores”.

O IV Seminário de Agricultura Orgânica de Registro teve como realizadores e/ou apoiadores a CATI Regional Registro, a Casa da Agricultura de Registro, o Senac, a Prefeitura Municipal, a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), a Universidade Estadual Paulista (Unesp - campus Registro), a Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), o Instituto Florestal, a Fundação Florestal, o Sindicato Rural do Vale do Ribeira, a Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Vale do Ribeira, entre outros.


Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br