Produção Vegetal


Abricó

Nome Científico: Mammea americana L.

Nomes Comuns: ABRICÓ, ABRICÓ-DO-PARÁ.

Família: Guttiferae.

Origem: Índias Ocidentais e América Central.

Ocorrência: Seu cultivo migrou da América Central para o Norte e Nordeste do Brasil.

Descrições

Planta: Árvore de até 20m de altura, com copa alongada e densa, de cor verde-escura brilhante; folhas coriáceas, de forma variável, com 12,5cm de comprimento e 8,5cm de largura média.

Flores: Brancas, intensamente perfumadas, isoladas ou reunidas em pares nas axilas das folhas.

Fruto e Sementes: Drupa, com casca rugosa, coriácea, de forma arredondada coma té 22cm de comprimento e 4kg; cor alaranjada, às vezes, parda. Contém de 1 a 4 sementes grandes, ovaladas e de cor castanho-escura.

Colheita: Durante o ano todo, com maior produção no segundo sementre.

Dados Gerais

Espaçamento para cultivo: 5 x 7 metros.

Existem plantas com flores masculinas(não produzem frutos) e plantas com flores hermafroditas(fruticam).

O fruto é comestível ao natural ou nas formas de sorvete, geléia e licor.

A resina amarela, exsudada do tronco, e a sementes, reduzida a pó, possuem propriedades inseticidas.

As flores são usadas na fabricação de licores.

Na América Central, os brotos fermentados dão origem a uma bebida, vinosa e embriagante, conhecida como "Toddy" ou "Momiu".

Planta ornamental.